sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Terças Literárias

09/11 – CONVERSA COM O AUTOR

O evento Terça Literárias estreia com o projeto Conversa com o Autor que apresenta Edney Silvestre e seu primeiro romance “Se eu Fechar os Olhos Agora” com mediação de Cristiane Costa.

Edney Silvestre – o jornalista e escritor ganhou o Prêmio Jabuti 2010 de melhor romance e o Prêmio São Paulo de Literatura 2010 na categoria estreante com o romance “Se eu fechar os olhos agora”. Edney criou o programa Brasileiros na TV Globo. É também conferencista, roteirista, produtor e apresentador da televisão brasileira e foi correspondente internacional por mais de uma década em Nova York primeiro pelo O Globo depois pela TV Globo. Escreveu “Outros Tempos” sobre os efeitos do ataque terrorista de 11 de setembro na vida americana. Edney foi o primeiro jornalista brasileiro a chegar ao local do atentado em 2001.

Cristiane Costa – é professora e coordenadora do curso de Jornalismo da Eco-UFRJ e editora de não-ficção da Nova Fronteira. É doutora em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisadora do pós-doutorado do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (Paac). Formada em jornalismo pela UFF, foi editora do Caderno Idéias (suplemento literário do Jornal do Brasil), da revista Nossa História e do Portal Literal. É autora de 'Pena de aluguel: escritores jornalistas no Brasil' e de 'Eu compro essa mulher: romance e consumo nas telenovelas brasileiras e mexicanas”.


16/11 – GERAÇÃO 00
A professora e pesquisadora Beatriz Rezende apresenta dois nomes da Geração 00: Ramon Mello e Cecília Giannetti.

Beatriz Rezende – lançou recentemente o livro “Contemporâneos” onde trata de jovens autores brasileiros. Beatriz é bacharel e licenciada em Português e Literaturas , mestre em Teoria da Literatura e doutora em Letras (Literatura Comparada) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escreve regularmente para suplementos literários do Rio e São Paulo. Atualmente é Coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ramon Mello – lançou recentemente o livro de poesia “Vinis Mofados” e já havia escrito “Tumorgrafias” em 2006. Ramon é escritor, poeta, jornalista e ator - formado pela Escola de Teatro Martins Pena. Mantém o BLOG 'Sorriso do Gato de Alice' e o ‘Click(IN)VERSOS’, no portal Click21 – especializado em entrevistas com jovens escritores. Atualmente, finaliza o romance 'all star bom é all star sujo'.

Cecília Gianetti - é autora do romance "Lugares que Não Conheço, Pessoas que Nunca Vi" e tem contos publicados em antologias da Ediouro, Record, Casa da Palavra e La Nuova Frontiera (Itália). Foi também finalista do Prêmio São Paulo de Literatura 2008. Ela é colunista da Folha de São Paulo e faz o blog "Apocalipso" na Folha Online.


23/11 – CINE-LITERATURA
A estreia do projeto Cine-Literatura apresenta o documentário longa-metragem “Só dez por cento é mentira” de Pedro César e o curta-metragem “a Língua das Coisas” de Alan Minas, com mediação do jornalista e critico de cinema Rodrigo Fonseca e da pesquisadora Marcela Medina.

Pedro César – o filme “Só dez% por cento é mentira” é sobre o poeta mato-grossense Manoel de Barros. César levou dez anos para realizar o filme, boa parte deste tempo para convencer Manoel de Barros, um conhecido recluso, a participar do filme. César é diretor também de Fabio Fabuloso (2004) com o qual ganhou o Primeiro Prêmio Bravo de Cultura Prime 2005, além dos prêmios do júri popular no Festival de Cinema do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo em 2004. Publicou dois livros de poesia: Puizía e Concepção de Frases em Ninhos de Água.

Alan Minas – o mais recente curta do cineasta é “A Língua das Coisas” sobre o universo de Manoel de Barros. Em 2009 ele realizou o curta “Morte Inventada” sobre alienação parental. Em 2006 “Homens ao Mar”, em 2004 “O Refém” e em 2002 “a Encomenda”.

Rodrigo Fonseca – repórter, crítico de cinema de O Globo é também produtor editorial e professor da Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu. Escreveu os livros Meu Compadre Cinema – Sonhos, Saudades e sucessos de Nelson Pereira dos Santos e de Cinco + Cinco – Os Melhores Filmes Brasileiros em Bilheteria e Crítica, em co-autoria com Carlos Diegues e Luiz Carlos Merten.

Marcela Medina – professora de língua e literatura, mestranda em Letras pela PUC-RJ e especialista e pesquisadora da obra do poeta Manoel de Barros.


30/11 – SARAU PROLER
A estreia do Sarau Proler é com o poeta Omar Salomão, com a atriz e perfomer Numa Ciro e com a pesquisadora e escritora Santuza Cambraia Neves.

Omar Salomão - é um artista multimídia como o pai Wally Salomão. Publicou seu primeiro poema Pedras Portuguesas aos 13 anos, na revista O Carioca. E aos 23 anos, é um dos apresentadores do programa Quarto Mundo (Multishow) e integrante da banda Vulgo Quinho & Os Caras, onde fala poesia e fez parte da antologia Enter de Heloísa Buarque de Hollanda. Seu primeiro livro de poesias foi À Deriva. Omar faz cinema na PUC-RJ e está escrevendo outro livro.

Numa Ciro – cantora,compositora e atriz, iniciou sua vida artística na Paraíba participando de varias montagens teatrais.Criou uma modalidade de teatro/canto que denominou Monólogo Cantante, espetáculo de canto a capela ao qual são incorporados elementos das artes plásticas, poesia e literatura.

Santuza Cambraia Naves – professora de Antropologia na PUC/RJ,é autora de livros sobre diversos aspectos da música popular brasileira como O Violão Azul:Modernismo e Música Popular. Da Bossa Nova à Tropicália, A MPB em Discussão. Acabou de lançar Canção Popular no Brasil, onde faz uma análise da chamada canção critica na cultura brasileira e do papel do intelectual como letrista na MPB.


07/12 – LENDO CLARISSE
O evento Lendo Clarice encerra o Projeto Terça Literárias de 2010 com homenagem aos 90 anos da escritora Clarice Lispector. Haverá performance da atriz Andréa Maciel, o vídeo Especial Clarice e um debate sobre a obra de Clarice com a biógrafa de Clarice, Teresa Montero, com as atrizes Zezé Polessa e Rita Elmor, com a jornalista e e pesquisadora da obra da escritora Claudia Nina, com o poeta Eucanaã Ferraz e com o cineasta e amigo de Clarice Luís Carlos Lacerda.

Teresa Montero – é autora de “Eu sou uma pergunta – uma biografia de Clarice Lispector (Rocco, 1999) e organizou também Correspondências – Clarice Lispector (Rocco, 2002) e Clarice Lispector – Outros escritos (Rocco, 2005). Ela criou o projeto O Rio de Clarice, passeios turísticos guiados por locais descritos na obra de Clarice. Teresa é doutora em Letras pela PUC/Rio e professora de literatura na Unesa e de arte-educação na Unissalle.

Zezé Polessa – é formada em Medicina mas optou pela carreira de atriz. Estreou em teatro em 1973 na peça Drácula de Bram Stocker, na TV em 1978 na novela Dancin’Days de Gilberto Braga e no cinema em 1986 em Romance da Enpregada. A partir daí fez cerca de 25 peças incluindo A mulher que matou os peixes de Clarice Lispector, fez sete filmes e atuou em cerca de 25 novelas e minisséries, a maioria da Rede Globo.

Rita Elmor – indicada ao Premio Shell de Melhor Atriz por sua atuação no monólogo Que Mistério Tem Clarice , sempre impressionou por sua semelhança física com a escritora. Participou das mini séries Os Maias, Capitu, Dalva e Herivelto e nas peças Hamlet ,como Ofélia . ao lado de Diogo Vilela e com Nathalia Timberg em Melanie Klein.

Claudia Nina - jornalista, ensaísta e crítica literária, autora do livro Literatura nos Jornais: a crítica literária dos rodapés às resenhas. É pesquisadora e especialista na obra de Clarice Lispector.

Eucanaã Ferraz – é professor de literatura brasileira na UFRJ e consultor de literatura do Instituto Moreira Salles. Edita, com André Vallias, a revista on line Errática voltada para arte e literatura. Publicou Bicho de Sete Cabeças e outros Seres Fantásticos ((2009), Poemas de Iara (2008), Cinemateca (2008), Rua do Mundo (2004), Desassombro (2002) prêmio Alphonsus de Guimaraens da Fundação Biblioteca Nacional.

Luís Carlos Lacerda – faz cinema desde 1971, estreou com o filme Mãos Vazias, adaptação de obra de Lúcio Cardoso. Seu maior sucesso foi o filme Leila Diniz (1987). Realizou cerca de 30 curtas sobre personalidades da cultura brasileira. Seus filmes mais recentes foram For All – o Trampolim da Vitória (1997) e Viva Sapato, co-produção com a Espanha. Foi professor da Escola de Cinema de Cuba e da Universidade Estácio de Sá. Foi amigo de Clarice Lispector e autor, junto com Clarice Lispector do roteiro do curta-metragem O Ovo, em 1973 e recentemente dirigido pela sobrinha-neta de Clarice, Nicole Algranti.


Equipe de Comunicação da Casa da Leitura da Biblioteca Nacional
Rua Pereira da Silva, 86 – Laranjeiras
Tel: 2557-7458
Site: bn.br/proler

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Mostra Cultural Literária 2010

A Secretaria Municipal de Educação realizará, nos dias 22, 23 e 24 de novembro, no Paço da Prefeitura Municipal, na Rua Arthur de Oliveira Vecchi, 120, Centro, das 8h às 22h, a Quinta Mostra Cultural Literária de Mesquita – Edição 2010.

A atividade, prevista no calendário escolar e integrante da Jornada Pedagógica, é um momento de formação integrada para os educadores e educandos, contemplando a Educação Infantil e o Ensino Fundamental (incluindo a Educação Especial e a Educação de Jovens e Adultos - EJA.

A Mostra Cultural Literária ocorre no Município desde 2006. Este ano, a temática será “Africanidades”, dando continuidade e fortalecendo os projetos pedagógicos desenvolvidos pelas Unidades Escolares no decorrer do ano letivo de 2010 e contribuindo, dessa forma, para a aplicação da lei 10639/03 que estabelece a obrigatoriedade do ensino da História da África nas escolas.

O evento contará com estandes montados no Paço Municipal, que abrigarão, também,  editoras e livrarias para apreciação dos presentes. Além disso, será montado um Espaço de Convivência, com praça de alimentação e exposição artesanal do Programa Escola Aberta e dos Centros de Referência da Assistência Social - CRAS. Terá  ainda um palco e um auditório para apresentações artísticas. A Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer - SEMCTEL participará do evento com o Balé Municipal Dança para Todos.

Durante a Mostra  será realizado o Prêmio Bem-Te-Vi, que premiará alunos da Educação Infantil à EJA, que produziram trabalhos literários em salas de aula; a Festa Anual da Educação de Jovens e Adultos - FESTEJA  e a Formatura do Programa Brasil Alfabetizado.

Programação da V Mostra Cultural Literária oferecerá todos os dias:


quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Sesc organiza programa de incentivo a leitura nas unidades da baixada fluminense



Encontro com o poeta Salgado Maranhão. Roda de conversa com poetas abordando as tendências e transformações da poesia brasileira nas últimas décadas. Oficina sobre literatura brasileira feita por mulheres que se sobressaem pela força e delicadeza de sua poesia. Tudo isso e muito mais no projeto cultural “O Sesc Rio também se apaixona”, que acontece de 9 a 12 de novembro em diversas unidades do Sesc Rio. Todas as atividades são gratuitas.

Leia mais em: http://noticias.sitedabaixada.com.br/noticias/capa/2010/11/03/sesc-organiza-programa-de-incentivo-a-leitura-nas-unidades-da-baixada-fluminense/#ixzz14GYDfUC6

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Eventos na Rural voltados à leitura e literatura



Eventos mês de novembro na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ

III Feira de Livros das Editoras Universitárias
De 8 a 12/11, no Pavilhão Central/ Campus Seropédica.
O evento contará com a participação das editoras da UFRRJ, Fiocruz, UFF, UERJ entre outras. As obras serão comercializadas com até 50% de desconto!
Oficina de Contação de História
De 12/11 a 3/12, às sextas-feiras, de 3 h às 14h30. Inscrições de 3 a 5/11. A oficina será ministrada pela Profa Gizele Souza (IE/ICHS). Informações: 2682-1568.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Círculo da Infância


O Instituto TEAR em parceria com o SESC e o Instituto C&A realizam no próximo dia 30 de outubro um evento especial para educadores - em homenagem ao Dia dos Mestres, aos 20 anos do Estatuto da Criança e do adolescente e aos 30 anos do TEAR.
Maiores informações, clique aqui.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Primavera de Livros

Primavera dos Livros homenageia o Rio de Janeiro em sua 10ª edição

Evento acontece entre 21 e 24 de outubro,no Museu da República, com cerca de 90 editoras e 10 mil títulos à disposição do público

        Entre 21 e 24 de outubro, o Museu da República será cenário da 10ª Primavera dos Livros, o maior encontro de editoras independentes do país. O evento, que acontece pela quarta vez consecutiva nos jardins do Palácio do Catete, terá como tema principal o Rio de Janeiro, em um momento em que olhares do mundo inteiro estão voltados para a cidade.


Promovida pela Liga Brasileira de Editoras, o evento contará com a presença dos editores em standes. Haverá também descontos de até 40% sobre o preço de capa.
Para os debates, já estão confirmados o escritor Ferreira Gullar, o teólogo Leonardo Boff e o jornalista Sérgio Cabral. 


Se interessou? CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS.

Cursos 0800


O PROLER – Programa Nacional de Incentivo à Leitura – projeto de valorização social da leitura e da escrita, está vinculado à Fundação Biblioteca Nacional e ao MINC – Ministério da Cultura.
O Programa, está oferecendo gratuitamente, na Casa da Leitura, cursos voltados para formação de professores, estudantes, bibliotecários e outros mediadores de leitura.


quarta-feira, 20 de outubro de 2010

MINI BIBLIO - Programa para catalogação de livros e controle de empréstimos

É um sistema utilitário distribuído de maneira livre (freeware). Seu objetivo é o cadastro e gerenciamento de livros, revistas, vídeos, manuais, discos e/ou dados. É bastante funcional, portanto pode ser usado em grandes acervos ou como uma forma simples de controle e organização da sua biblioteca pessoal. Com o MiniBiblio, além do cadastro de livros, revistas e semelhantes, é possível controlar empréstimos dos mesmos, sabendo o dia em que um material foi retirado e quando foi (ou deve ser) devolvido. É bastante versátil, apresenta diferentes possibilidades de configuração de seu visual, bem como de sua funcionalidade.
O único problema é que somente funciona na plataforma Windows (98/Me/2000/XP).

CLIQUE AQUI e baixe o programa gratuitamente.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Sequencia Didática sobre fábulas de Esopo e La Fontaine

 Amigos, no blog Fábulas, encontramos algumas atividades bacanas sobra fábulas. Leia um trechinho da postagem:



A fábula pode ser vista como um excelente exercício de reflexão sobre o comportamento
humano e as vicissitudes da vida, e não como uma forma de inculcar no leitor certas “verdades”. Do ponto de vista pedagógico, essa atividade de leitura exige a participação ativa do professor, pois ele deve estimular os alunos a se posicionarem criticamente diante do texto, pedindo-lhes que comentem as ações dos personagens e que reflitam sobre a situação apresentada, relacionando-a com fatos da vida real.
Por isso, a fábula não é um gênero que se destina exclusivamente ao leitor infantil. Ao contrário, nascida como fruto da observação do comportamento dos adultos, rende muito quando lida e estudada por leitores mais experientes, permitindo bons debates em sala de aula.

Atividade 1 – Construindo a compreensão do gênero
O professor distribui para cada grupo duas ou três fichas de cartolina, com um provérbio conhecido, esclarecendo que este é um tipo de frase lapidar, concisa e com um sentido exato e que apresenta um ensinamento proveniente da sabedoria popular. Entrega também fichas em branco para que os grupos acrescentem outras frases por eles conhecidas no mesmo estilo. Após uma pequena discussão, o grupo deve eleger a frase que, para a maioria, é a mais significativa, fazendo uma pequena exposição dos motivos e/ou ilustrando-a com situações cotidianas. Abaixo estão relacionados alguns exemplos de provérbios, com os nomes das respectivas fábulas a que se referem:
OBSERVAÇÃO: Ao distribuir as fichas com os provérbios, o professor deve ter o cuidado de não fazer a indicação dos títulos das fábulas, pois este conhecimento será inferido pelos próprios alunos.

Gostou? Então clique aqui e leia a postagem na íntegra, direto do blog de origem.

sábado, 2 de outubro de 2010

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Oficina de Contação de HIstórias Africanas

Oficina de Contos Africanos e Contação de Histórias



Olá, pessoal!
Mais uma oficina interessante pousa no nosso blog. E que oficina!

Mais informações, clique aqui

terça-feira, 21 de setembro de 2010

MEC vai distribuir livros famosos e histórias em quadrinhos para escolas públicas

Títulos que fazem sucesso entre adolescentes dividirão espaço com clássicos da literatura

POR ANGÉLICA PAULO
"Senhora", "Memórias de um Sargento de Milícias", "O Cortiço". Que levante a mão aquele que nunca se deparou com estas obras ao longo de sua vida escolar. Amados por uns, detestados por outros, a escolha dos livros trabalhados em sala de aula sempre causou certa polêmica entre os alunos e professores. Para tentar agradar a gregos e troianos,  o Ministério da Educação montou uma lista diversificada das obras que serão enviadas às escolas públicas do sexto ao nono ano do ensino fundamental em 2011.
Foto: Reprodução
MEC vai distribuir livros para vários gostos aos alunos da rede pública | Foto: Reprodução
Além de clássicos de Machado de Assis e José de Alencar, o acervo inclui títulos como "Para Sempre", da escritora americana Allyson Nöel, nova sensação entre os jovens, além de "Percy Jackson e o Ladrão de Raios", que já ganhou sua versão para os cinemas nos EUA.

"Os professores precisam lidar com certas realidades em sala de aula e uma delas é que o padrão de leitura dos alunos mudou. Eles hoje se interessam muito mais por Crepúsculo e Harry Potter do que por Quincas Berro D'Água e O Cortiço", afirma o professor de portuguës Felipe Diogo. "É preciso respeitar seus gostos e conseguir uma forma de aliar o novo e o tradicional".

De acordo com o MEC, as escolas receberão os livros independentemente do número de alunos matriculados. A escola com o menor número de estudantes receberá um acervo com 50 títulos e as maiores, três acervos com 150 títulos. Dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do MEC responsável pelo Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE), mostram que 49.799 escolas do sexto ao nono ano do ensino fundamental e 17.830 do ensino médio serão atendidas. No conjunto, o PNBE 2011 vai distribuir para essas bibliotecas escolares 7 milhões de livros de literatura.

Aluna do sétimo ano da escola municipal Cuba, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, Letícia dos Santos gostou da iniciativa do ministério de acrescentar títulos de sucesso à lista. Fã dos vampiros adolescentes da saga de Stephanie Meyer, ela garante que muitos de seus colegas no colégio também ficarão animados com a notícia. E torce para que sua escola seja contemplada com alguns destes títulos mais atuais.

"Sei que esses livros mais antigos são necessários nas aulas. Mas a leitura é chata e a gente lê mesmo por obrigação, não por prazer. Eu estou lendo Pra Sempre agora e estou adorando. Tomara que possamos estudá-lo em sala de aula também", afirma. O livro a qual Letícia se refere é o primeiro volume da série "Os Imortais" e conta a história de Ever Bloom, garota que perde a família em um acidente de automóvel e adquire poderes especial depois da tragédia familiar. Sem saber como lidar com seus dons, Eve vai contar com a ajuda do misterioso Damien, por quem se apaixonará.

Segundo a coordenadora geral de materiais didáticos da Secretaria de Educação Básica (SEB) do ministério, Jane Cristina da Silva, o objetivo da secretaria é incentivar e desenvolver o gosto pela leitura, exercitar a criatividade e a crítica e contribuir com a formação cidadã dos estudantes. 

O programa deve contribuir também para a construção de acervos das bibliotecas escolares. A seleção das obras do PNBE 2011 foi realizada pelo Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A instituição recebeu 1.938 inscrições de livros, dos quais selecionou 300.

Mas nem só de romances açucarados é feita a lista do PNBE. Os fãs de histórias em quadrinhos também podem comemorar, já que cerca de 10% dos títulos é composto por HQ`s (abreviação de histórias em quadrinhos). Entre adaptações de clássicos ada literatura nacional e internacional, estão "Triste Fim de Policarpo Quaresma", de Lima Barreto, e "O Guarani", de José de Alencar. O pai da Turma da Monica, Maurício de Sousa, também está presente, com o livro-homenagem "MSP+50". As HQ's "Persépolis", da iraniana Marjane Satrapi, "Demolidor" e "O Curioso Caso de Benjamin Button" têm tudo para agradar os adolescentes.

"Temos que fazer da leitura um hábito. E esses títulos, que muitos consideram inapropriados para trabalhar em sala de aula, podem despertar o interesse dos alunos por clássicos da literatura nacional e international. Porque não trabalhar Crepúsculo e Romeu e Julieta? Ou Percy Jackson e Pedro Bala, de Capitães de Areia? Um não depõe contra o outro. Muito pelo contrário. Eles podem servir de elo para trabalhos vastos em sala de aula", finaliza Felipe Diogo. Os alunos do ensino fundamental agradecem.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

1 ano de blog. Temos 10.000 motivos para comemorar!!!



É isso mesmo meus amigos. Há um ano atrás (22 de agosto – dia da primeira postagem) nascia nosso blog. Da necessidade de mostrar as coisas bacanas que fazemos aqui em Mesquita, município pequeno de tamanho, mas gigante na criatividade dos nossos profissionais. Gigante tal como a nossa missão: fomentar leitura, encantar dos pequeninos aos adultos. Alunos que, por cinquenta minutos, deixam a vida por muitas vezes difícil e riem, choram, se emocionam com histórias que tomam vida, vida esta vinda de pedaços de papel mágicos que um mago escritor ou escritora, insistira em nos contar.
A contação de histórias aliás, recurso que defendemos e utilizamos, muitas vezes por inexperiência experimentamos e nos surpreendemos com nossa capacidade de encantar aquele pequeno público ávido por viagens por mares nunca dante navegados, castelos encantados em terras longíquas, mas eternizadas nas vozes dos nossos professores dinamizadores. De suas bocas nasce a poesia, poesia que irradia, atinge em cheio o coração dos nossos alunos.
E assim, no lugar maravilhoso chamado Clube de Leitura, assistimos a transformação: crianças com vontade de ler, e ler tanto tanto que dá gosto de ver. Empréstimo vem, empréstimo vai… E assim, os livros criam asas, voam de casa em casa conquistando mais leitores, levando sonhos, mistérios, alegrias e sorrisos… muitos sorrisos.

Temos ou não temos 10.000 motivos para comemorar? Número este do tamanho dos nossos acessos desde o primeiro dia.
E assim vamos nós, Compartilhando experiências, lendo e relendo vivências, fazendo e consolidando novas amizades. Amigos, estes que nos incentivaram desde o começo e sempre nos aplaudiram (informática educativa, educação infantil, comunicação, orientação escolar, gestão participativa, pró-letramento, equipe semed, professores das escolas municipais… ufa! é tanta gente!).
E assim, damos início a nossa jornada rumo ao segundo ano de existência do nosso blog, nosso “tamagoshi”. Sempre buscando mais novidades, oportunidades de formação e fomento à leitura, estratégias de encantamento… E para finalizar, parafraseando o grande Renato Russo:

“E nossa história não estará pelo avesso assim, sem final feliz… teremos coisas bonitas pra contar. E até lá, vamos viver. Temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás, apenas começamos… O mundo começa agora… apenas começamos.”

Lançamento de AfroHq




AfroHQ - História e cultura afro-brasileira e africana em quadrinhos (formato 21,5 x 29,7 cm, 88 páginas, R$ 20,00) é o nome de um álbum lançado em Recife, com apoio de leis de incentivo do estado de Pernambuco e que resgata a história da presença africana no Brasil. A pesquisa e o roteiro são do sociólogo Amaro Braga, professor do Instituto de Ciências Sociais da Universidade Federal de Alagoas - UFAL, e os desenhos e as cores (o álbum é todo aquarelado) ficaram a cargo das arte-educadoras Danielle Jaimes e Roberta Cirne, estudantes de Artes Plásticas daUniversidade Federal de Pernambuco. Quem narra a trama, que começa do surgimento do homem na África, são os próprios orixás. A história, claro, passa pela escravidão, a construção do Brasil, seu povoamento e as contribuições culturais que os africanos trouxeram à nossa cultura, como a dança, a música, a linguagem, a culinária, a religião e o artesanato. "Não floreamos nenhum dos fatos históricos, nem os excluímos. Tentamos o impossível: reunir múltiplas visões defendidas na academia e nos movimentos de cultura negra, que, como se sabe, às vezes se antagonizam", explica Amaro Braga. O projeto do álbum AfroHQ surgiu baseado na lei 10.639, aprovada em 2003, que prevê a obrigatoriedade do ensino de conteúdos curriculares sobre a História e a cultura africana e afro-brasileira na escola em seus diversos períodos e disciplinas. Os autores criaram um blog sobre a produção de AfroHQ, inclusive dos problemas que enfrentaram no lançamento do álbum, no dia 2 de julho, na Livraria Cultura de Recife. Para mais informações sobre como adquirir o livro, escreva para afrohq@gmail.com.

FONTE:http://editoraemt.blogspot.com/2010/07/lancamento-afro-hq.html 

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Curso pela UFRJ

Ótima pedida! Vejam o curso que a UFRJ está ofertando em vários Pólos:

UFRJ oferece curso gratuito sobre Diversidade Sexual na Escola e Gravidez na AdolescênciaTurmas em Itaboraí, Niterói, Petrópolis, Macaé, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro

INSCRIÇÕES ABERTAS

A Universidade Federal do Rio de Janeiro abre novas vagas para o Curso de Formação Diversidade Sexual e Identidades de Gênero na Escola + Gravidez e Adolescência. As aulas acontecem em diferentes pólos, na região metropolitana e no interior do Rio de Janeiro. Podem se inscrever profissionais de educação de todas as redes públicas. São mais de 300 vagas, abertas para gestores/as, professores/as, técnicos/as, licenciandos/as que estejam atuando na escola e demais profissionais de educação que comprovem vínculo.. Serão aceitas inscrições até o esgotamento das vagas. Portanto, inscreva-se logo.

O curso é realizado pelo Projeto Diversidade Sexual na Escola, integrante do Programa Papo Cabeça, da UFRJ, e recebe apoio da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, da Prefeitura Municipal de Itaboraí e da Prefeitura Municipal de Macaé. Serão abertas turmas em Itaboraí, Niterói, Petrópolis, Macaé, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro. Vagas limitadas. Acesse a página do projeto e saiba como se inscrever.

www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade


Pólo I - RIO DE JANEIRO
Horário: segundas e quartas, das 18h às 21hLocal: IFCS - Largo de São Francisco - Centro
Período: 31 de agosto a 16 de novembro

Pólo II - ITABORAÍ
Horário: quartas, das 9h às 16h
Local: E.M. Alto Rodrigues de Freitas - Manilha
Período: 01 de setembro a 03 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Itaboraí

Pólo III - PETRÓPOLIS
Horário: sextas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA SEXTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: E.E. Dom Pedro - Centro
Período: 27 de agosto a 27 de novembro
Parceria: Secretaria de Estado de Educação

Pólo IV - MACAÉ
Horário: sextas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA SEXTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: FUNEMAC - Cidade Universitária - Granja dos Cavaleiros
Período: 20 de agosto a 20 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Macaé

Pólo V - NÍTERÓIHorário: quintas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA QUINTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: A definir
Período: 26 de agosto a 04 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Niterói

Pólo VI - NOVA IGUAÇU (Centro)
Horário: sábados das 9h às 16h
Local: EM Mal. Mascarenhas de Moraes - Centro
Período: 21 de agosto a 20de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu

Objetivo

O objetivo do curso é empoderar profissionais da educação, em especial gestores/as, coordenadores/as pedagógicos/as e professores/as da educação básica, no que diz respeito ao tema, tornando-os sujeitos capazes de incidir politicamente nos seus contextos, contribuindo para a reorganização de práticas e diretrizes educacionais, tendo em vista o reconhecimento da Diversidade sexual e o combate ao sexismo e à homofobia.

Público-alvo
Gestores/as, coordenadores/as pedagógicos/as, professores/as, licenciandos/as atuando em escolas e demais profissionais de instituições públicas de ensino.

Carga horária: 120h (80h presenciais e 40h não-presenciais)
Serão emitidos certificados pela UFRJ aos cursistas que atingirem grau de aproveitamento suficiente


Conteúdo Programático

MÓDULO I - GÊNERO

MÓDULO II - SEXUALIDADE E DVERSIDADE

MÓDULO III - VIOLÊNCIAS

MÓDULO IV – GRAVIDEZ E ADOLESCÊNCIA

MÓDULO V - EDUCAÇÃO, INCLUSÃO E Diversidade


INSCRIÇÕES PELA PÁGINA: www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade Maiores informações: (21) 2598-1892 ou diversidadeppc@me.ufrj.br

Curso pela UFRJ

Olá a todos!
Estamos divulgando este curso super importante pela UFRJ. Há Pólos em diversas partes do Rio.

UFRJ oferece curso gratuito sobre Diversidade Sexual na Escola e Gravidez na AdolescênciaTurmas em Itaboraí, Niterói, Petrópolis, Macaé, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro

INSCRIÇÕES ABERTAS

A Universidade Federal do Rio de Janeiro abre novas vagas para o Curso de Formação Diversidade Sexual e Identidades de Gênero na Escola + Gravidez e Adolescência. As aulas acontecem em diferentes pólos, na região metropolitana e no interior do Rio de Janeiro. Podem se inscrever profissionais de educação de todas as redes públicas. São mais de 300 vagas, abertas para gestores/as, professores/as, técnicos/as, licenciandos/as que estejam atuando na escola e demais profissionais de educação que comprovem vínculo.. Serão aceitas inscrições até o esgotamento das vagas. Portanto, inscreva-se logo.

O curso é realizado pelo Projeto Diversidade Sexual na Escola, integrante do Programa Papo Cabeça, da UFRJ, e recebe apoio da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro, da Prefeitura Municipal de Itaboraí e da Prefeitura Municipal de Macaé. Serão abertas turmas em Itaboraí, Niterói, Petrópolis, Macaé, Nova Iguaçu e Rio de Janeiro. Vagas limitadas. Acesse a página do projeto e saiba como se inscrever.

www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidade


Pólo I - RIO DE JANEIRO
Horário: segundas e quartas, das 18h às 21hLocal: IFCS - Largo de São Francisco - Centro
Período: 31 de agosto a 16 de novembro

Pólo II - ITABORAÍ
Horário: quartas, das 9h às 16h
Local: E.M. Alto Rodrigues de Freitas - Manilha
Período: 01 de setembro a 03 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Itaboraí

Pólo III - PETRÓPOLIS
Horário: sextas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA SEXTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: E.E. Dom Pedro - Centro
Período: 27 de agosto a 27 de novembro
Parceria: Secretaria de Estado de Educação

Pólo IV - MACAÉ
Horário: sextas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA SEXTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: FUNEMAC - Cidade Universitária - Granja dos Cavaleiros
Período: 20 de agosto a 20 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Macaé

Pólo V - NÍTERÓIHorário: quintas das 18h às 21h e sábados das 9h às 12h
ATENÇÃO: ESTAS NÃO SÃO OPÇÕES DE HORÁRIO. A MESMA TURMA TEM AULA TANTO NA QUINTA QUANTO NO SÁBADO.
Local: A definir
Período: 26 de agosto a 04 de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Niterói

Pólo VI - NOVA IGUAÇU (Centro)
Horário: sábados das 9h às 16h
Local: EM Mal. Mascarenhas de Moraes - Centro
Período: 21 de agosto a 20de novembro
Parceria: Prefeitura Municipal de Nova Iguaçu

Objetivo

O objetivo do curso é empoderar profissionais da educação, em especial gestores/as, coordenadores/as pedagógicos/as e professores/as da educação básica, no que diz respeito ao tema, tornando-os sujeitos capazes de incidir politicamente nos seus contextos, contribuindo para a reorganização de práticas e diretrizes educacionais, tendo em vista o reconhecimento da Diversidade sexual e o combate ao sexismo e à homofobia.

Público-alvo
Gestores/as, coordenadores/as pedagógicos/as, professores/as, licenciandos/as atuando em escolas e demais profissionais de instituições públicas de ensino.

Carga horária: 120h (80h presenciais e 40h não-presenciais)
Serão emitidos certificados pela UFRJ aos cursistas que atingirem grau de aproveitamento suficiente


Conteúdo Programático

MÓDULO I - GÊNERO

MÓDULO II - SEXUALIDADE E DVERSIDADE

MÓDULO III - VIOLÊNCIAS

MÓDULO IV – GRAVIDEZ E ADOLESCÊNCIA

MÓDULO V - EDUCAÇÃO, INCLUSÃO E Diversidade


INSCRIÇÕES PELA PÁGINA:www.papocabeca.me.ufrj.br/diversidadeMaiores informações: (21) 2598-1892 ou diversidadeppc@me.ufrj.br

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Curso de Leitura e Escrita em Braille no Programa Rompendo Barreiras

Recebemos este curso e acreditamos que é super interessante! Afinal, determinadas barreiras foram feitas para serem rompidas!!

Estão abertas as inscrições para o Curso de Leitura e Escrita em Braille no Programa Rompendo Barreiras !!!!!!!

Seguem as opções de turmas:
3ª feira:18:40 ás 20:50 prof. Nando Murra
5ª feira: 10:00ás 12:30 prof. Arlindo Tinoco
6ª feira: 15:00 ás 17:30 prof. Marcos Viana
Período: De agosto a Dezembro

Programa Rompendo Barreiras:
Luta pela Inclusão/UERJ
Sala 12001 Bloco A - 12º andar

http://www.educacao.uerj.br/3EncontroRompendoBarreiras/
http://uerjrompendobarreiras.blogspot.com/

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Simpósio Internacional de Contadores de Histórias

Gente, olha que maravilha! Você vai? Então nos enntraremos lá!

'Histórias sem fronteiras, histórias em rede'....este é o tema do Simpósio Internacional de Contadores de Histórias 2010: a narração oral no mundo da cultura www. , que acontece entre os dias 29 de julho e 1º de agosto, no Sesc Copacabana.

Aproximar o debate entre a literatura e oralidade, valorizar arte de contar histórias como uma das atividades constituidoras da identidade cultural brasileira e dos povos em geral e promover o intercâmbio entre as experiências nacionais e internacionais de narração oral são os objetivos do evento. 

A programação é composta por oficinas, debates, apresentações, performances, o Mercado da Palavra em homenagem a Noel Rosa e a Maratona de Contos (24h sem parar).  Este ano, em parceria com a Rede Internacional de Cuentacuentos, com sede na Espanha, os convidados virão, além do Brasil, da Índia, Colômbia, Argentina, Costa Rica, Venezuela e Alemanha.

Quer mais informações? Acesse nossa página de eventos e oportunidades.

FONTE: Sesc Rio

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Caros colegas,

Aqui vão mais algumas sugestões saindo do forno de cursos para nós na Casa da Leitura em Laranjeiras. Saiba mais no link abaixo:
http://www.bn.br/proler/cursos.htm

Veja a listagem de cursos que serão oferecidos a partir de julho/2010:


  • LIVRO 2.0: o futuro da leitura e das bibliotecas na era do livro digital

Professora: Cristiane Costa

Dia e Horário: 5ª feira – 14h às 17h ● Data de início: 15/07

● Carga Horária: 20h



  • Formação de mediadores da leitura: compromisso de uma prática humanizadora para o domínio da cultura escrita.

Professora: Wanda Medrado Abrantes

Dias e Horários: 2ª e 5ª feira – 17h30 às 20h30 ● Data de início: 12/07

● Carga Horária: 20h



+A aprendizagem das ruas – visitas guiadas pela literatura

Professora: Bia Albernaz

Dias e Horários: 2ª feira – 14 às 17h ● Data de início: 12/07

● Carga Horária: 20h



+A Floração da Prosa do Sertão

Professor: Raimundo Nonato Gurgel Soares

Dias e Horários: 5ª feira – 17h30 às 20h30 ● Data de início: 15/07

● Carga Horária: 20h


+Leitura: oralidade, escrita e poder

Professor: Pedro Benjamim Garcia

Dias e Horários: 3ª feira – 14 às 17h ● Data de início: 27/07

● Carga Horária: 20h

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Estão prorrogadas as inscrições do Prêmio Viva Leitura 2010



Prorrogadas as inscrições do Prêmio Vivaleitura 2010
 
O prazo de inscrições para o Prêmio Vivaleitura 2010, que se encerrava em 2 de julho, foi prorrogado para o dia 2 de agosto. Até esta data, trabalhos de incentivo à leitura provenientes de todo o país poderão ser inscritos via site ou por correio (Caixa Postal 71037-7 - CEP 03410-970 - São Paulo – SP). As categorias são: “Bibliotecas Públicas, Privadas e Comunitárias”, “Escolas Públicas e Privadas” e “ONGs, pessoas físicas, universidades/faculdades e instituições sociais”. Em cada uma delas, os vencedores receberão R$ 30 mil. Na categoria Sociedade, haverá a distinção da Menção Honrosa a ser atribuída a projetos de empresas com foco no tema “formação de mediadores de leitura”. Durante as quatro edições anteriores, cerca 8,5 mil projetos foram inscritos, 75 classificados como finalistas e 12 premiados.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Oficina de Contação de Histórias com Maria Pompeu - Sesc Nova Iguaçu

A oficina abordará, através de exercícios práticos, as diversas possibilidades de contação: a história vivida, a história ficcional criada pelo contador e a recriação do conto popular. Maria Pompeu (foto) ministrará a oficina. às 15:00, entrada franca.
Clique na imagem abaixo para saber um pouco mais de Maria Pompeu.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sesc Nova Iguaçu: “A arte de contar histórias no século XXI

PARA :    EDUCADORES, ANIMADORES CULTURAIS, CONTADORES DE HISTÓRIAS, AGENTES DE LEITURA E INTERESSADOS NA   ÁREA.

                                          PALESTRA

          “A arte de contar histórias no século XXI” – abordagem da narração oral de histórias e sua caminhada, da fogueira à tela do computador.

Duração: 2 horas.

Público alvo: Educadores, Animadores Culturais, Contadores de Histórias, Agentes de Leitura e Interessados na área.

Dia: 16/06   -  Horário: 15h    -   Local: Biblioteca do SESC de Nova Iguaçu.

Atenção Anos Finais!

Amigos, as editoras Abril, Scipione e Ática estão promovendo o Festival Literatura em vídeo, com o objetivo de estimular a criatividade e o prazer pela leitura. Mas atenção: o concurso é para os Anos Finais e Ensino Médio. As inscrições e envio dos vídeos terminam dia 15/10.

Para maiores informações, acesse o site o festival aqui.

O que é o Festival Literatura em Vídeo?

  • É um concurso de vídeos produzidos a partir da leitura de uma das obras de ficção do catálogo da Ática ou da Scipione. 
  • Quem pode participar?
  • Alunos matriculados no Ensino Fundamental II e no Ensino Médio, coordenados por um professor responsável.
  • Qual o objetivo do Festival?
  • Incentivar o hábito da leitura nos jovens de uma maneira divertida, estimular a criatividade e apoiar o professor em seu trabalho dentro da sala de aula.
  • Como posso integrar a participação no Festival com o trabalho em sala de aula?
  • A Abril Educação e as Editoras Ática e Scipione prepararam um projeto pedagógico para ajudar o professor durante a participação no festival.
  • Qual o tamanho dos grupos?
  • O grupo pode ter no máximo 5 integrantes, coordenados por um professor responsável.
  • O professor pode inscrever quantos grupos?
  • O professor pode inscrever quantos vídeos seus alunos produzirem.
  • O professor pode inscrever grupos de diferentes escolas?
  • Sim, porém dentro do mesmo grupo não pode haver alunos de diferentes escolas.
  • Preciso enviar a autorização de participação dos alunos no momento da inscrição?
  • Não. Só iremos exigir a autorização de participação dos alunos que forem classificados para a etapa final. Porém, é necessário que o professor tenha todas as autorizações de seus alunos.
  • Alunos de Ensino Fundamental II e alunos do Ensino Médio concorrem entre si?
  • Não. Há uma categoria para Ensino Fundamental II e outra para alunos do Ensino Médio.

CARTAZ LITERATURA EM VÍDEO

domingo, 13 de junho de 2010

Linha do tempo dos povos africanos

Sankofa Ipeafro

O Ipeafro – Instituto de Pesquisas e Estudos Afro Brasileiros lançou, no Fórum sobre Educação Afirmativa, a Linha do Tempo dos Povos Africanos, recurso valiosíssimo para quem deseja trabalhar a história e cultura afro-brasileira.

O Instituto tem como objetivos:

Cooperar com a população afrodescendente na recuperação de sua história e na manutenção e expansão de seus valores culturais de origem e do respeito à sua identidade, integridade e dignidade étnica e humana;

Dimensionar a importância da contribuição dos africanos e afrodescendentes na construção do Brasil e do mundo em termos demográficos, econômicos, sociais, culturais, religiosos e artísticos;

Promover e contribuir para o conhecimento sistemático da realidade dinâmica e pluridimensional da comunidade afro-brasileira, bem como das suas relações históricas e implicações atuais com os africanos e suas culturas, tanto no continente quanto na diáspora africanos, aplicando uma metodologia em consonância com os valores endógenos da própria comunidade afro-brasileira. (texto retirado do site do Ipeafro)

Para acessar a linha do tempo, clique na foto abaixo

linha_tempo

sábado, 12 de junho de 2010

Roda de Leitura sobre Futebol

Que tal aliarmos futebol e literatura, hein? Essa é a proposta da roda de leitura no Clube de Leitura na E. M. Pres. Castelo Branco.
RODA DE LEITURA


“ TRÊS TOQUES”

RODA DE LEITURA COM CRÔNICAS E HISTÓRIAS DO FUTEBOL E DA COPA DO MUNDO.

“ TRÊS TOQUES” REUNE TEXTOS SOBRE CRAQUES, JOGOS INESQUECÍVEIS E CONQUISTAS ÉPICAS, COM TRÊS MESTRES DA CRÔNICA ESPORTIVA.

- NELSON RODRIGUES
- ARMANDO NOGUEIRA
- JUCA KFOURI

DINAMIZADOR : EDUARDO RAMOS

Local: Clube de Leitura Monteiro Lobato - Escola Municipal Presidente Castelo Branco
Data: 18/06/2010
Horário: 14:00h.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Oficina para Contadores de História

Aqui vai mais uma dica de uma ótima oficina de contação de histórias:


"O Contador de Histórias"

. Ministrantes: As Alquimistas da Palavra
Sonia Sampaio e Deka Teubl
Profas. (Letras) e Contadoras de Histórias

. Programa:
- O Contador de Histórias: seu papel, sua importância
- Habilidades do Contador de Histórias
- Os Diversos Tipos de Narrativas: fábula, apólogo, lenda, mito, conto, conto de fada, crônica, páginas de de romance
- Atividades Lúdicas de Expressão Corporal e Expressão Vocal
- O Conto Popular e o Conto Autoral
- Para Quem, Onde e Quando Contar Histórias
- Produção Coletiva de Contos
- Contação de Histórias
- Bibliografia
- Entrega de certificados

. Local: Biblioteca Popular de Botafogo "Machado de Assis" (RJ)
. Endereço: Rua Farani, 53 - (próx. à Universidade Santa Úrsula)
. Dias: 16, 23 e 30 de junho de 2010 (quartas-feiras)
. Horário: das 14:00 às 17:00 horas
. Carga horária: 9 horas (3 encontros de 3 horas)
. Investimento: R$90,00 (com material didático)
. Inscrição: até o dia: 15/06/2010 com
- Sonia Sampaio / e-mail: sonia.sampaio@oi.com.br
Fone: (21) 2551-3572 ou
- Deka Teubl / e-mail: dekateubl@yahoo.com.br
Fone: (21) 3237-7237

Participe e compartilhe suas vivências e suas histórias

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Agora é Lei: todas as instituições de ensino deverão ter bibliotecas

Acompanhe o que diz a lei sancionada pelo Presidente Lula:


LEI No- 12.244, DE 24 DE MAIO DE 2010

Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do
País.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o As instituições de ensino públicas e privadas de todos os sistemas de ensino do país contarão com bibliotecas, nos termos desta Lei.
Art. 2o Para os fins desta Lei, considera-se biblioteca escolar a coleção de livros, materiais videográficos e documentos registrados em qualquer suporte destinados a consulta, pesquisa, estudo ou leitura.
Parágrafo único. Será obrigatório um acervo de livros na biblioteca de, no mínimo, um título para cada aluno matriculado, cabendo ao respectivo sistema de ensino determinar a ampliação deste acervo conforme sua realidade, bem como divulgar orientações de guarda, preservação, organização e funcionamento das bibliotecas escolares.
Art. 3o Os sistemas de ensino do País deverão desenvolver esforços progressivos para que a universalização das bibliotecas escolares, nos termos previstos nesta Lei, seja efetivada num prazo máximo de dez anos, respeitada a profissão de Bibliotecário, disciplinada pelas Leis nos 4.084, de 30 de junho de 1962, e 9.674, de 25 de junho de 1998.
Art. 4o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 24 de maio de 2010; 189o da Independência e 122o da República.

Agora, acesse as notícias sobre a obrigatoriedade de bibliotecas escolares na redes públicas e privadas no siter do Correio do Brasil e Ig Educação

quarta-feira, 26 de maio de 2010

25 de maio: DIA DA ÁFRICA

Amigos, por um grande deslize da minha parte, eu não postei essa importante data. Aproveito o espaço e reproduzo o texto que Babi Amorim fez para todos os membros da rede Aruanda Mundi. Axé!
Uma mensagem a todos os membros de Aruanda Mundi

QUAL ÁFRICA?

25 de maio, dia da África. Não é à toa que a África é chamada de terra-mãe. A humanidade nasceu em seu ventre. Mas isso foi há tanto tempo que as pessoas nem se dão conta disso. Mais inaceitável é o povo brasileiro esquecer sua afrodescendência, afinal a África está muito presente em nosso país.

Mas a maioria de nosso povo não só não pára pra pensar que descende de africanos, como fica espantada quando tal fato é lembrado. Experimente dizer a alguém que você é descendente de africanos e prepare-se para receber um olhar de estranheza ou dúvida da outra pessoa. Afinal, nas escolas fala-se de "nossos avós" portugueses, nossos avós italianos, espanhóis, japoneses... Poucos falam dos nossos avós africanos, e a minoria fala disso sem demonstrar ignorância.

Mas com a Copa do Mundo a África está em evidência na mídia, com visões que mostram tanto uma simpatia pelas cores vibrantes e pela alegria, musicalidade e força do povo africano quanto preconceito por suas mazelas. Quem sabe é o momento de olhar para nossa mãe e redescobri-la?

Aqui, somos brasileiros de origem africana, ainda marginalizados, expostos à violência. (Quem nos protege da polícia, por exemplo?) A nossa África mítica, guardada carinhosamente em nosso inconsciente coletivo, que se expressa em nosso jeito de ser, essa África que é patrimônio único nosso, contrasta com a África atual, que precisamos (re)conhecer.


25 DE MAIO

A data de 25 de maio faz referência à criação da Organização da Unidade Africana, que ocorreu em 1963, na Etiópia. Nesse ano reuniram-se, de 22 a 25 de maio, 32 países africanos independentes para traçar uma estratégia de unidade do continente. Em 1972, a Organização das Nações Unidas instituiu o 25 de maio como Dia da Libertação Africana e em 2002, em Durban, África do Sul, 53 países instituíram a União Africana (UA).

A África é um continente com aproximadamente 30,27 milhões de quilômetros quadrados de terra. Ao norte é banhado pelo Mar Mediterrâneo, ao leste pelas águas do oceano Índico e a oeste pelo oceano Atlântico. O Sul do continente africano é banhado pelo encontro das águas desses dois oceanos.

É o segundo continente mais populoso do Mundo (depois da Ásia), com aproximadamente 800 milhões de habitantes.

É basicamente agrário, pois cerca de 63% da população habita no meio rural, enquanto somente 37% mora em cidades.

O principal bloco econômico é a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), formada por 14 países, dentre os quais Angola e África do Sul.

O continente foi subdesenvolvido pelas seguidas dominações europeias que ocorreram, tendo sido drenadas de suas terras não só a riqueza de seu solo e subsolo, mas um grande contingente humano.

Os africanos e seus descendentes dispersos pelo mundo formam a diáspora negra e são responsáveis, consciente ou inconscientemente, pela perpetuação da cultura, de hábitos e modos de vida herdados de civilizações ancestrais (como a ideia de energia vital, o axé, e a celebração da vida por meio dos ritmos e danças). A África é o continente onde a vida se originou e ali floresceram fantásticas civilizações, como a egípcia, os impérios do Mali, de Gana; a Etiópia, um dos Estados mais antigos do mundo e onde pode ter surgido a espécie Homo sapiens.

A tradição oral africana (que tem nos griots, contadores de histórias, seu símbolo) não impediu que florescesse uma literatura que teve, inclusive, importante papel nas guerras de libertação africana das décadas de 60 e 70. Em termos de língua portuguesa, por exemplo, há a a obra de Agostinho Neto, Pepetela, Jorge Macedo, José Craveirinha, entre outros. Segue um poema de um dos mais importantes escritores de Angola, Jorge Macedo:


POEMA DE AMOR

Adoro-te, África semente,
amor profundo,
nobre fruto do meu eu vivente.

Adoro a calidez das tuas tranças,
manta preta do meu primeiro calafrio.

E o dorso largo em que dormi o sono infantil
e acordei já homem feito.

Tarde de autógrafos

Dinamizadores dos Clubes de Leitura tem sessão de cinema exclusiva







O III Encontro dos Professores Dinamizadores dos Clubes de Leitura realizado ontem (24/05) foi uma verdadeira “sessão pipoca”. Os docentes assistiram a exibição de dois vídeos. O primeiro, chamado de “Boneca boa, boneca má” demonstra um teste realizado com crianças negras dos Estados Unidos, em que essas atribuem adjetivos como “boa, má, legal, feia” a uma boneca branca e uma boneca negra, o flagrante do preconceito racial é reproduzido desde pequeno em relação da pele negra, como feia e de ser a pele que transmite sentimentos ruins na cabeça dos pequenos.
Após, foi exibido o longa-metragem “Kirikou e a Feiticeira”, filme do francês Michel Oncelot. O filme aborda as aventuras do pequeno Kiriku, que nasceu com a missão de salvar sua aldeia dos caprichos da cruel feiticeira Karaba, responsável pela seca da fonte existente na aldeia onde mora o menino e, possivelmente, por comer o pai e os tios do menino. História baseada em uma lenda da África Ocidental.
Após a exibição dos vídeos, os professores participaram de uma roda de conversa, onde foram questionados de que forma o trabalho desenvolvido nos Clubes de Leitura e a exibição de filmes e documentários onde os personagens são negros podem contribuir para a valorização da cultura negra, o respeito à diversidade e a afirmação da identidade do afrodescendente.
No debate os professores relataram algumas experiências realizadas com livros que e valorizam a cultura negra e a satisfação que os docentes tem quando chegam novos livros voltados a este segmento nas bibliotecas escolares.

Mais acessadas